Blog Daora

PUBLICIDADE
Topo

Blog Daora

Resolva seus problemas com miojo

Pedro Marques

31/05/2019 14h22

Miojo resolve sua fome e também conserta pias (crédito: Wikicommons)

Macarrão instantâneo, nosso famoso miojo (também chamado de ramen ou lámen em outros países), pode ser uma solução muito rápida para a hora da fome. Como diz a embalagem, fica pronto em apenas 3 minutos. Tá certo que ele é bem calórico (cada pacotinho tem quase 400 calorias) e aquele tempero que vem no saquinho não é das coisas mais saudáveis desse mundo. Seu preço e praticidade, porém, costumam compensar esses "detalhes" relacionados à saúde.

Um chinês, no entanto, elevou os usos do miojo a outro patamar. Nesse vídeo que está aí embaixo, é possível ver o cidadão usando o macarrão (E os temperos) para consertar uma pia, uma tigela e até uma mesa de madeira. Ninguém entendeu direito como ele faz a mágica (por isso é mágica). Aparentemente, o homem usa uma espécie de cola para grudar o miojo, depois ele limpa e pinta. Parece fácil no vídeo, só que na prática é bem diferente, como alguns youtubers descobriram.

Inevitavelmente, começaram a surgir memes com diversas coisas sendo consertadas com miojo.

Tenho uma relação de carinho com o macarrão instantâneo. Já me quebrou vários galhos, especialmente quando morei na Austrália e trabalhava como cozinheiro. Tinha dois empregos, um de manhã e outro à noite. Sem tempo para cozinhar, mandava ver em um miojo feito na Malásia, que tinha mais temperos além do conhecido pozinho: óleo de gergelim, molho de pimenta, cebolas desidratadas e uma espécie de shoyu doce (como o tarê dos restaurantes japoneses).

E, com um pouco de criatividade, é possível usar o macarrão para fazer pratos mais gostosos. Quem quiser saber como, basta ir atrás do livro "Meu Miojo", com receitas de chefs como Emmanuel Bassoleil, Erick Jacquin, Carla Pernambuco e Morena Leite – todas levam o lámen instantâneo. A dica é só não comer com tanta frequência, para não prejudicar a saúde.

Sobre o autor

Pedro Marques já trabalhou em redações e restaurantes, viajou bastante pelo Brasil e pelo mundo para comer e beber bem e trabalha como jornalista de gastronomia desde 2010.

Sobre o blog

Aqui você fica sabendo sobre as coisas mais “daora” dos bares e restaurantes de São Paulo! E outras nem tão daora assim.

Blog Daora