Topo
Blog Daora

Blog Daora

Lugar de vinho (também) é no bar

Pedro Marques

13/07/2018 12h18

No Boccanera, os vinhos são servidos em sistema de rodízio (crédito: divulgação)

Tenho certa pena da situação do vinho no Brasil. Enquanto em outros países (inclusive nos vizinhos Argentina e Chile) é uma bebida do dia a dia, por aqui ela ganhou a pecha de coisa de gente fresca. Com boa razão. Há pompa e ritual para servir a bebida em restaurantes e quem não é lá muito entendido do assunto costuma ficar intimidado. Sem falar no preço, nada amigável. Uma garrafa que custa R$ 30 no supermercado é vendida facilmente por R$ 60, às vezes mais. Cenário que não ajuda nada a popularizar a bebida.

É aí que entram em cena os chamados botecos de vinho, muitos recém-abertos em São Paulo. A ideia, como os donos gostam de falar, é “descomplicar'' a bebida. De minha parte, nunca achei a bebida complicada – você já viu algum vinho discutir a relação? Você gosta do que está na taça. Ou não. Enfim, o que funciona nessas casas é a informalidade. O ambiente é descontraído, o serviço é simples e ninguém precisa ficar enfiando o nariz na taça e bochechando vinho (mas se quiser pode). São lugares para sentar, beber com os amigos e não ficar pensando muito no assunto.

Dos mais recentes, o Boccanera, na Vila Madalena, é o que mais aposta na descontração para atrair clientes. Decorada com cartazes, mesas de madeira sem toalha, e uma mesa comunitária, os vinhos são servidos em rodízio, que custa R$ 80 durante a semana, ou R$ 90, às sextas e sábados. Há uma sequência, que começa com um espumante, passa por brancos e tintos e termina em um vinho de sobremesa. São 15 rótulos no total, até demais para provar tudo em uma noite, mas você pode beber só aquele que gostar mais.

O ambiente do Dionysos: descontração é a regra da casa (crédito: divulgação)

O Dionysos, em Pinheiros, funciona como adega durante a semana e, entre 19h e 0h de terça a sábado, vira um bar, com taças a preços convidativos – variam de R$ 12 a R$ 30. Mais uma vez, o ambiente e serviço são menos formais. Para comer, a casa aposta em petiscos como pizza margherita e tábua de embutidos e queijos. E, agora em agosto, deve acontecer o festival Vinho no Boteco, que teve sete bares em sua última edição, todos servindo brancos e tintos em taças, por preços camaradas, um pouco mais de R$ 10.

Quem sabe com essas iniciativas o consumo de vinhos no Brasil aumente um pouco – hoje, são 2 litros per capita anualmente, quase nada quando se compara com a cerveja, que tem consumo per capita na casa dos 60 litros por ano. Mas já são opções para trocar o copo pela taça, pelo menos de vez em quando.

Boccanera
Onde: Rua Mourato Coelho, 1160, Vila Madalena
Telefone: (11) 3031-5171

Dionysos
Rua Dep. Lacerda Franco, 207, Pinheiros
Telefone: (11) 2628-4645

Festival Vinho no Boteco
Onde: festivalvinhonoboteco.com.br

Sobre o autor

Pedro Marques já trabalhou em redações e restaurantes, viajou bastante pelo Brasil e pelo mundo para comer e beber bem e trabalha como jornalista de gastronomia desde 2010.

Sobre o blog

Aqui você fica sabendo sobre as coisas mais “daora” dos bares e restaurantes de São Paulo! E outras nem tão daora assim.